Blog

Os Observadores e o Elefante

Um elefante havia sido colocado no interior de uma sala escura, à noite, para uma exibição. As pessoas chegavam em grande número, aglomerando-se no local. Como estava escuro, os visitantes não conseguiam ver o elefante. Assim, tentavam, por intermédio do tato, fazer uma ideia de como seria seu corpo. Devido ao grande tamanho do elefante, cada visitante apenas conseguia agarrar uma parte do animal e, dessa forma, descrevia-o de acordo com o que tinha sentido.

Um dos visitantes, que havia abraçado uma das patas, explicou que o elefante era como um poderoso pilar; um outro, que tocara uma das presas, descreveu o elefante como um objeto pontiagudo; um terceiro, que havia segurado a orelha do bicho, proclamou que ele não era diferente de um grande leque; outro ainda, que correra a mão ao longo das costas do elefante, afirmou que o animal era achatado como um sofá.

(apud Mowlana)

O Mercador e o Papagaio
(Nossrat Peseschkian)